O segredo dos índios - Ano da Edição: 2005

 

A escritora Edith Modesto pode ser considerada um fenômeno editorial. Ela, que sempre sonhou em escrever para os jovens, lançou seu livro de estréia, Nas ondas do surfe, em 2000. Menos de seis anos depois, já publicou dez títulos, o que a aproxima dos 100 mil exemplares vendidos.

Sua ficção mais recente é O segredo dos índios, pela série "Vaga-Lume", que conta a história da paixão de Moirá e Roseli. O rapaz está se preparando para ser o próximo cacique dos índios Kariri-Xocó; a garota é filha de um fazendeiro da região onde vive a tribo de Moirá, em Porto Real do Colégio, cidade do sul de Alagoas.

Os Kariri-Xocó passaram por um processo de aculturação e agora procuram manter vivas suas tradições e costumes, a despeito de permanecerem acossados por disputas de terras. O pai de Roseli, coronel Brito, homem rico e poderoso, não desiste da idéia de recuperar parte de suas posses que está nas mãos dos indígenas.

Em prol dos Kariri-Xocó, uma jovem antropóloga inicia o projeto "Farmácia viva", concebido a partir de plantas medicinais de eficácia comprovada, conhecidas há muitos e muitos anos por todos da tribo. A idéia, com a bênção do pajé Tekainã, é aproveitar o sólido conhecimento da natureza pelos índios, oferecendo aos indígenas recursos para sua independência financeira.

Os Kariri-Xocó dão enorme valor aos elementos da natureza, em particular aos vegetais. A aldeia do Ouricuri, por exemplo, é um lugar precioso para a realização de rituais sagrados. "Nós nos reunimos lá por duas semanas no início do ano e depois a cada dois fins de semana... e em algumas ocasiões especiais", conta Moirá à namorada.

Tantos segredos que podem ser revertidos em riqueza acabam por despertar a cobiça de estrangeiros inescrupulosos, que encontram no coronel Brito um aliado. Contudo, o mundo espiritual dos índios está em guarda para enfrentar estratégias sorrateiras. Ninguém poderá ficar alheio à importância dos Kariri-Xocó.