Manobra Radical - Ano da Edição: 2001

 

Este novo título assinado por Edith Modesto está afinado com um dos desejos de muitos jovens brasileiros na atualidade: tornar-se uma fera do skate. Segundo a autora, este esporte é o segundo na preferência dos adolescentes do país, só perdendo para o futebol.
Edith também incluiu na narrativa de seu livro um outro ingrediente: a gritante diferença entre as classes sociais.

No livro, Robson é um menino muito pobre que não freqüenta a escola e se desdobra diariamente entre tomar conta dos carros de professores universitários e limpar pára-brisas de outros veículos em um semáforo da cidade de São Paulo. Mas o garoto leva jeito mesmo para o skate e quer viver desse esporte.

O outro personagem importante de Manobra radical é Júnior, filho de um empresário muito rico. O maior desejo do adolescente é chamar a atenção de Adriana, por quem está apaixonado.

Contudo, ele não precisa de nenhum elemento novo para que Adriana o note de maneira especial. Dinheiro e prestígio social não lhe faltam, além de ser um excelente aluno.

Mesmo assim, Júnior não dorme no ponto. Num semáforo, ao ver Robson com o skate na mão, pára o carro e conversa com ele. É o início de uma amizade. Júnior quer aprender a andar de skate para impressionar ainda mais Adriana, e adota Robson como seu professor.

Os dois jovens acabam por se aproximar e vivem, juntos, experiências que os levam a se tornar pessoas melhores e ao aprimoramento de valores, como a superação de seus preconceitos